Guia definitivo: anéis!

Quem aí ama anéis levanta a mão! lol


Eu sou suspeita pra falar, porque eu aaamo acessórios, especialmente anéis. Eles têm um poder incrível de transformar um look. Parece que com eles vem uma vibe fashionista junto e eu tenho a sensação de estar muito mais estilosa do que realmente estou. Quando coloco com um mix de colares juntos, então... Me sinto a própria rainha do Nilo rsrsrsrs

Sempre babei nas combinações diferentonas que via as meninas usando no instagram, pinterest, tumblr e etc. Mas também sempre tinha dificuldade em reproduzir com os anéis que eu tinha. Ficava bem confusa em como combinar. Até que, depois de muito pesquisar e testar, fiquei craque nas combinações e criei um mini guia pra me ajudar.


E como informação boa é informação compartilhada, decidi compartilhar esse guia super bacana aqui com vocês. Lá vai!


#1 EQUILÍBRIO

O equilíbrio é um item muito importante na hora de montar a composição. Geralmente o que eu faço é escolher um, no máximo dois, anéis convencionais mais elaborados e o restante mais simples, mantendo a mesma linha de estilo dos principais. Desse jeito fica mais fácil de montar as combinações.


Se você gosta e quiser usar um ou mais anéis elaborados também pode, o equilíbrio entra na questão da distribuição que você faz com ele nos dedos. Procure usar anéis convencionais e de falange e intercala-los entre os dedos de maneira que conversem entre si. Mesmo que todos tenham bastante informação a combinação ainda ficará harmônica.


#2 VARIEDADE

Isso serve tanto para os tipos de anéis (convencionais, de falange), espessuras (finos, robustos), estilos (com pedra, sem pedra), formatos (de desenhos, formas geométricas) e cor (prata, dourado). Quanto mais diversidade, melhor. Assim dá pra criar as mais diversas composições.


#3 TAMANHO

O tamanho dos anéis também é importante, principalmente dos anéis de falange, pra não correr o risco de escorregarem dos seus dedos e perdê-los. Os anéis de falange têm a vantagem de, na maioria das vezes, serem reguláveis, o que evita disso acontecer.


Também é importante escolher anéis que não fiquem tão apertados, pois no decorrer do dia acabamos retendo líquido e pode ser difícil de retirá-los ao final do dia - sem falar no risco de prender a circulação.


#4 CRIATIVIDADE

E é claro que a criatividade não pode faltar, né? Não tenha medo de testar combinações e ousar no uso dos anéis. Vale a pena inverter alguns (os que tem formas geométricas, por exemplo) que você terá outras opções utilizando os mesmos anéis e nem vai precisar gastar dinheiro com novos!


Anéis selecionados e separados é hora de botar a mão na massa, ou melhor, nos anéis! *batunts* Aqui vão algumas sugestões de uso que eu pessoalmente adoro, uso e recomendo. Mas sinta-se livre pra criar e adaptar da sua maneira e estilo.


Eu dei nomes pra essas combinações e separei por níveis de dificuldade pra ficar mais fácil de vocês fazerem e lembrarem depois. Porém, volte a esse post sempre que necessário, ele está aqui pra isso!

FÁCIL

Dica: Você também pode adicionar um anel no polegar. Isso dará a sensação de maior complexidade.


MÉDIO

Dica: Misturar anéis de espessura mais grossa com outros de espessuras mais finas deixa o look mais fashionista e contemporâneo.


EXPERT

Complexidade não se trata só de preencher vários dedos com vários anéis. Aqui vocês podem ver que não parece tão complexo, mas nessas combinações foram usadas uma grande quantidade de anéis (foto 1 - 5 anéis; foto 2 - 7 anéis) e em diferentes alturas, o que nos leva à dica abaixo.

Dica: Combinações mais elaboradas ficam mais fáceis de serem pensadas se feitas com anéis simples e minimalistas.


Espero que tenham gostado desse guia e bora colocar em prática. Pega seus anéis e já vai testando por aí. Com o tempo vocês vão ficando craque e só de bater o olho nos anéis já vão pensar em várias combinações diferentes, vai por mim!

0 visualização
0